Nos 8.827 instrumentos coletivos registrados no Sistema Mediador do Dieese entre janeiro e junho, os reajustes salariais apareceram 27,5% menos na pauta. Mas não é porque não houve negociações: na verdade, o primeiro semestre deste ano registrou 3% a mais delas, só que o foco deixou de ser o salário e passou a ser nas questões relativas à pandemia, segundo o boletim De Olho Nas Negociações.

O capitalismo de plataforma usa a máscara do empreendedorismo para esconder o vínculo de subordinação, deixando cada vez mais trabalhadores sem proteção social. Para buscar o equilíbrio de forças nessas relações, o direito trabalhista precisa acompanhar as novas formas de organização da produção.

MANIFESTO DA REDE LADO SOBRE AUDIÊNCIAS TELEPRESENCIAIS: A necessidade de regulamentação do procedimento para assegurar prerrogativas da Advocacia e os direitos das partes.

A Rede Lado, composta por 25 escritórios de advocacia, com atuação em todo o território nacional, preocupada com os efeitos e eventuais prejuízos trazidos aos jurisdicionados e à advocacia, em razão das Resoluções 313 e 314 do Conselho Nacional de Justiça, que estabelecem a realização de audiências telepresenciais, apresenta o presente manifesto, com o intuito de promover um ajuste na regulamentação do referido procedimento telemático, assegurando as garantias constitucionais destinadas às partes, aos advogados e às advogadas.

Rede Lado promoverá o evento sobre AUDIÊNCIAS TELEPRESENCIAIS E O DIREITO AO ACESSO À JUSTIÇA: A necessidade de regulamentação do procedimento para assegurar prerrogativas dos advogados e direitos das partes.
O webinário reunirá diversas entidades para discutir a regulamentação das Audiências Telepresenciais e o Direito ao Acesso à Justiça na próxima quarta-feira, dia 02 de julho. Durante o evento, a REDE LADO também apresentará manifesto escrito com o posicionamento dos 25 escritórios de advocacia que a compõem acerca do tema.

Mais do que um antídoto ao desemprego causado pela pandemia, a Renda Básica Cidadã pode ser a principal ferramenta para uma nova revolução social. Viabilizá-la, entretanto, depende de um reposicionamento das forças que defendem esse projeto.