DIEESE tem nova diretora técnica e passa a ter duas mulheres na liderança | Rede Lado
Escolha uma Página
Foto: Instagram oficial

Rede Lado

jun 25, 2024

DIEESE tem nova diretora técnica e passa a ter duas mulheres na liderança

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) tem agora duas mulheres à frente da entidade. Foi empossada neste mês a socióloga Adriana Marcolino, que ocupará o cargo de diretora-técnica…

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) tem agora duas mulheres à frente da entidade. Foi empossada neste mês a socióloga Adriana Marcolino, que ocupará o cargo de diretora-técnica no instituto, atualmente presidido pela sindicalista Maria Aparecida Faria.

Ao longo de sua trajetória, Adriana contribuiu para a realização de pesquisas sobre questões de gênero. Agora na direção do DIEESE, o tema deve ganhar relevância. “O DIEESE tem o desafio de tornar as suas pesquisas mais interseccionais, trazendo as questões de raça e gênero como linhas transversais de tudo o que fazemos. Isso é exercício de atualização e renovação imprescindível. Nós somos um espaço de diálogo social que deve sempre ampliar o debate sobre as questões da classe trabalhadora na esfera pública, e sem raça e sem gênero não podemos fazer nenhum debate”, afirma ela.

A socióloga assume a diretoria no lugar de Fausto Augusto Júnior. O ex-dirigente faz, agora, parte da presidência do Conselho Nacional do Sesi, a convite do ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho.

Mais de 25 anos no DIEESE

Marcolino já atua desde 1998 no Departamento. Esteve na assessoria de ponta por vários anos e de 2012 a 2022 trabalhou principalmente junto ao Fórum das Centrais Sindicais. Na ocasião, colaborou na elaboração da plataforma das Centrais, na construção da Pauta Unitária e no encaminhamento de propostas de âmbito nacional.

Você precisa saber

Idosa é resgatada de trabalho análogo à escravidão após 10 anos cuidando de mulher de 99 anos – Uma operação do Ministério Público do Trabalho (MPT),  Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e Polícia Federal (PF) resgatou uma mulher de 73 anos que era mantida em situação análoga à escravidão na casa de uma família em Itapetininga (SP). Há 10 anos ela cuidava de outra senhora, atualmente com 99 anos, e ainda trabalhava como doméstica para ela sem, no entanto, ter carteira assinada. A vítima vivia no local, de onde podia sair apenas 1 hora por dia, e recebia 220 reais por semana. “No seu depoimento, a trabalhadora deixou claro que não tem vida social. Não consegue ir à igreja, fazer compras, atender a convites dos vizinhos para festas. Em 10 anos, praticamente não saiu da casa onde trabalha. Ela trabalhou sem parar, por uma década, sem férias, descanso semanal, sem um salário digno ou qualquer direito mínimo do qual ela é beneficiária. A situação se enquadra em trabalho escravo, pois sua dignidade foi esquecida e desrespeitada pelos empregadores”, afirmou o procurador Gustavo Rizzo Ricardo. O MPT irá propor um termo de ajuste de conduta (TAC) aos empregadores, a fim de cobrar verbas rescisórias e salários pendentes dos últimos 10 anos, além de indenizações. Além disso, a PF deve instaurar investigação criminal sobre os patrões.

TST condena frigorífico catarinense que obrigava empregados a circularem em trajes íntimos na frente de colegas – A Seara Alimentos Ltda. foi condenada por unanimidade na Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) acusada de obrigar funcionários a transitarem em roupas íntimas na frente de colegas. Uma empregada da área de desossa de aves deverá receber 5 mil reais de indenização por andar de calcinha e sutiã por cerca de 15 metros, na frente das demais colegas, dentro de um vestiário para cumprir as medidas de barreira sanitária impostas pela empresa. Para o colegiado, a situação gerou constrangimento à mulher e violou os princípios da dignidade da pessoa humana. Nas instâncias anteriores, a Justiça de Santa Catarina, onde os fatos ocorreram, deu ganho de causa à Seara, uma vez que a prática atenderia ao Procedimento Padrão de Higiene Operacional do Ministério da Agricultura (PPHO). Mas o TST considerou que, apesar da obrigatoriedade da norma, a situação expõe a intimidade dos trabalhadores indevidamente.

Análises

Dia do Advogado Trabalhista – Bruno Moreno: dedicação na defesa dos direitos dos trabalhadores

Por escritório Machado Silva e Palmisciano Advogados

Em celebração ao Dia do Advogado Trabalhista, comemorado em 20 de junho, o site do escritório Machado Silva e Palmisciano entrevistou um de seus sócios, Bruno Moreno Carneiro Freitas. O profissional fala sobre sua formação, experiência, os desafios que enfrentou ao longo da carreira e ainda prevê tendências para a área jurídica. Continue lendo

Antes de sair…

Eventos

  • Evento on-line “Visão geral da reforma tributária: EC 132 e a LC” ocorre no dia 26/6, das 9h às 10h, via YouTube.
  • Webinar sobre Cibersegurança no G20 explorará questões-chave do tema no dia 27/6, às 10h.

Dicas culturais

  • Cinema: filme italiano “A Ordem do Tempo” é inspirado no best-seller homônimo do físico Carlo Rovelli, que apresenta uma nova interpretação dos mistérios do tempo.
  • Música: violonista Yamandu Costa apresenta seu novo single, “Ida e Volta”, na próxima sexta-feira, 28 de junho, nas plataformas digitais.
  • Literatura: livro infantil “Os Quatro Besourinhos de Piscinópolis”, de Paula Taitelbaum, tem cifra total das comercializações revertida em doações.

Fotógrafo emociona com ensaio de cães idosos e seus olhares expressivos

Só uma coisa consegue ser tão ou mais fofa do que um filhote: o olhar terno de um pet idoso. Essas expressões cativantes foram registradas pelo fotógrafo Christian Vieler, de Selm, na Alemanha. Entre março e maio deste ano, ele fotografou cães idosos em Hamburgo, Herzogenrath e Frankfurt, na Alemanha; e Nova Iorque e Los Angeles, nos Estados Unidos. O resultado do ensaio é de amolecer até os corações mais duros e pode ser conferido na página @vieler.photography, no Instagram. Agora, Vieler planeja viajar para Lípsia, na Alemanha; Londres, na Inglaterra; e Edimburgo, na Escócia nos próximos dois meses para continuar sua jornada atrás dos mais ternos cãezinhos idosos.